terça-feira, 27 de março de 2012

domingo, 11 de março de 2012

Galeirão


Fotografar a natureza tem-se revelado para mim uma terapia fenomenal.
A ânsia de  fazer melhor, aliada a escassez de tempo, leva-me a planear com o maior rigor possível as minhas saídas, assim é inevitável que a pesquisa  e as informações de amigos tornam-se preciosas (a quem deixo um agradecimento especial), de forma a que os resultados apareçam.

Não costumo medir esforços para este tipo de atividade, hoje levantei-me eram 2:34h da matina, ansioso com uma dica que me havia dado o meu amigo David Guimarães, o objectivo era entrar na água de noite ( para não perturbar os animais), como tinha ainda um bom caminho para fazer e não queria perder a hora de entrada.

Estrada fora seriam umas 3:50h, já com um bom pequeno almoço e um valente café para abrir as pestanas, tive de ir às bombas de gasolina, onde resistia um grupo de jovens que alegremente dançavam ao som da musica do carro e davam alguma adrenalina ao funcionário do estabelecimento.Chegado ao destino cerca das 4:30h, preparei o abrigo flutuante e as 5:14h entrei na água.

Até aqui tudo bem, apareceu o Galeirão a Galinha de água, mas o "malandro" do Mergulhão de Crista (objectivo) nada, pois penso que deveria ser pela quantidade de pescadores e comigo, apesar de camuflado não deixa de ser um corpo estranho na água,. a quantidade de curiosos com o meu trabalho também não facilitaram as coisas e cerca das 9:00h saí da água para fazer observação,  reparei que ele de facto estava num espaço mais reservado e inacessível.

Resume que todas as fotografias têm uma historia e esta sem duvida marca uma manhã como já não fazia a algum tempo.

Esta foi uma das imagens que consegui fazer do Galeirão, espero que apreciem

Quanto ao meu objectivo espero ser no próximo fim de semana, se este colaborar.

Canon 1D Mark IV + EF 300mm F2.8 IS USM+TC 1.4